Bem e Liz completaram 3 aninhos no dia 1º de setembro, e mesmo antes de nascerem já eram famosos.

A curiosidade é grande sobre a vida da mamãe dos irmãos gêmeos, a atriz Luana Piovani, desde cedo acostumada aos holofotes. E agora que cuida de três filhos a curiosidade só aumenta.

Luana também é mãe de Dom, de seis anos, filho com o surfista Pedro Vianna, mais conhecido como Pedro Scooby. A atriz está fazendo sucesso atualmente com seu canal no YouTube, Luana Sem Freio, com quase 200 mil inscritos e 222 vídeos publicados desde seu lançamento, em fevereiro de 2017. E vai além do mundo virtual: depois de muitas novelas, seriados e peças de teatro no currículo, Luana volta ao cinema como protagonista do filme brasileiro “O Homem Perfeito“, que estreia no fim de setembro.

Na semana passada, tirou um tempinho na disputada agenda para conversar com a Me Two por telefone enquanto cuidava do pitoco Bem, que havia feito cirurgia de fimose e estava sendo paparicado pela mãe na recuperação.

Gêmeos, como assim?

Quando Luana anunciou a gravidez, muitas pessoas questionaram se ela tinha realizado algum método de reprodução assistida. A curiosidade era enorme! A própria Luana também consultou sua ginecologista e obstetra sobre o assunto. A média respondeu que, depois dos 35 anos, aumenta a chance de a produção de óvulos aumentar, por isso que mulheres que beiram a faixa dos 40 anos têm mais chance de uma gravidez dupla. Luana tinha 38 ao engravidar de Bem e Liz.

Qual foi sua reação quando descobriu que eram gêmeos?

Essa é a pergunta que Luana mais ouve de outras mães. Pois a resposta é bem direta:
Lembro de ter ficado bem apavorada – relata.
Luana conta que, inclusive, já tinha recebido alta da análise. Ao receber a notícia da gravidez gemelar, ligou para a psicanalista e agendou uma nova sessão.
– Fui lá e chorei feito uma condenada. No fim, ela falou: “Luana, você está muito acostumada a ter controle de todas as coisas da sua vida, agora tudo que você planejou não vai dar certo. Você tem uma surpresa… Mas olha só, é vida! Não é doença”. Então saí de lá e comecei a me organizar. Mudança de casa, troca de carro, contratar babá.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Luana Piovani (@luapio) em

Como foram os primeiros meses dos bebês

– A minha grande surpresa quando eles nasceram foi aquela crença de que gêmeos dormem juntos sempre. Bem e Liz dividiam o berço, afinal estavam juntos na barriga e sentem falta de calor humano. Foi assim até quase 3 meses. Depois, separei em berços diferentes e, conforme foram crescendo, tudo foi entrando nos eixos – conta Luana.
Só que nem tudo seguiu nos eixos por muito tempo.
– Sabe aquele papo de que um acorda o outro? Era assim o tempo todo. Então tive que partir para um plano B. O quarto do Bem foi para outro lugar na casa, quando ele tinha seis meses. Isso que eu tinha feito toda uma organização, toda a decoração…

E as diferenças do bebê número 1 para os seguintes?

Por não ser mãe de primeira viagem quando os gêmeos vieram, Luana já estava à vontade com vários aspectos da maternidade. Mas, como todo novo bebê é uma surpresa, os outros dois filhos vieram ensinar a mãe que não existe manual de instruções.
– Dom  tinha sido um bebê de cegonha, nada aconteceu com ele. E aí tive muitas surpresas sendo mãe de gêmeos. Coisas novas desde o começo, como aquela reação da anestesia no pós-parto, que você fica tremendo, aquele frio desgraçado, parece que tinha tomado uma surra – recorda a atriz.
E mais outras situações, conta Luana: o canal lacrimal de Bem era entupido, tinha que fazer massagem para desobstruir. E Liz teve a famosa “despelada”, quando a pele do bebê descama e a mãe fica de cabelo em pé.
– Foram pequenos sustos que eu não tive antes. Mas nada que o nosso bom pediatra de plantão não resolva.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Luana Piovani (@luapio) em

E as diferenças de personalidade, aquelas que todo mundo nota?

– Em resumo, o Dom e a Liz vão para a Indonésia com o pai, o Bem vai pra Paris e Nova York comigo – brinca a mãe.
E em seguida lista um por um as características dos filhos, afinal observar a personalidade de cada um é mesmo um exercício incrível.
– Liz é muito grudada em mim, o meu colo é sempre dela. É a mais mandona, é bem dominadora. Bem acaba abrindo mão um pouco. E Dom é mais independente, por ser mais velho. Bem dá “bem” menos trabalho do que a Liz, é mais bonachão, muito “good vibes” e perguntador.

Luana, na real, como é ser mãe de gêmeos?

– Acho que todo mundo romantiza demais a ideia de ser mães de gêmeos, afinal não deixa de ser uma loteria, pois você se sente sorteada porque é mais raro. Porém, gente, dá muito mais trabalho do que sonha nossa vã filosofia! E juro que não sei como as pessoas conseguem até cuidar de tri ou de quadrigêmeos.
Uma coisa que surpreendeu Luana foi a afinidade e a cumplicidade entre os Bem e Liz. Os gêmeos brincam sempre juntos e estudam juntos na mesma sala. Mas, Luana, e se as escolas indicarem separá-los quando eles entrarem na primeira série?
– “Caguei pro que as escolas dizem” – diz a sem-freio Luana. – A mãe sou eu e eu que vou decidir.

luana piovani gemeos aniversário 2 anos
Luana com os gêmeos em 2017, quando completaram dois anos

Vamos falar sobre amamentação agora

Luana conta que os gêmeos mamaram no peito até a idade de três meses. E depois o leite cessou. Luana ficou resfriada, não podia tomar remédio e a gripe não curava direito. Ela piorou e não teve mais jeito, relata.
– Já no hospital a enfermeira havia me ensinado a dar o complemento. Aliás, acho que mãe de gêmeos tem essa vantagem: ela já chega em casa sem esta culpa. Sabe que vai precisar complementar, que está tudo bem. Eu não cedo à cobranças dos outros, nem neste assunto (amamentação) e nenhum outro. Não deixo ninguém me cobrar nada, pois eu já me cobro o suficiente por mim e por todos – resume.

Todo mundo adora dar opinião sobre a vida alheia, né?

Quando estava grávida de Dom e saía para algum lugar público, Luana fazia uma aposta com Pedro sobre quantos minutos iria demorar para aparecer alguém dando conselho.
– Era parto humanizado, mãezinha isso, parto natural pra lá, pitacos, porque é bom sentir as contrações… É um movimento exacerbado, as mulheres não entendem a neura que botam na cabeça de outras mulheres. Puxa, gente, é uma patrulha! – afirma, sem freios.
Para a atriz, existe um excesso de opiniões sobre a maternidade alheia:
– Eu quero é ser feliz. Quando escuto esses relatos de mulher que tenta dar conta de tudo e de ser perfeita eu rio internamente, pois estaria 15 anos mais velha com meus cabelos brancos se tentasse agir como os outros acham que tem que ser.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Luana Piovani (@luapio) em

Vida de casal: não dá para esquecer dela!

No Rock in Rio 2017, Luana e Scooby deram uma entrevista em vídeo na qual foram perguntados sobre qual conselho dariam a Ivete Sangalo, que estava grávida à espera de gêmeas. Os dois foram unânimes em dizer: tenha uma babá (ou babás, no plural).
– Depois do Dom, sempre tivemos babá para ajudar organizar a bagunça, tipo após o banho, que eu faço questão de dar neles.
E o fato de ter uma cuidadora também deixa o casal mais livre para preservar os momentos a dois, algo que Luana recomenda a todos os pais e mães.
– Tem gente que já larga o marido de banda depois dos filhos. Mas a gente se programo, eu marco com ele, vamos amanhã tomar vinho e ficar em casa ou vamos viajar mês que vem. Não dá para esquecer de nós dois – indica.

## A PROPÓSITO DESTE ASSUNTO, participe da palestra da Me Two no Instituto Ling sobre este tema: “O casal e a nova família após a chegada dos gêmeos“, dia 2 de outubro, em Porto Alegre 🙂

luana piovani familia filhos
Reprodução/Instagram

Como é um fim de semana na casa dos Piovani-Vianna

– Depois que o povo todo acorda, lá pelas 9h30min as crianças vão para a pracinha, voltam ao meio-dia. Almoçamos, de tarde ficamos em casa e o trio brinca na sala, um Lego, um desenho, depois a hora do soninho… Pedro sai para surfar ou andar de skate, as crianças ficam na pracinha ou vão para o “shoppinho”, que é como a gente chama a área de lazer do nosso condomínio, que tem mais crianças. Comemos um sorvete ou um açaí (todos viciados em açaí), jantamos (os gêmeos jantam cedo, tipo 18h30min, 19h), depois lemos um livrinho lá por 20h30min e cada um vai para o seu quarto. Às 21h já está todo dormindo.

LEIA TAMBÉM
## ENTREVISTA! AS IRMÃS BIA E BRANCA FERES CONTAM QUAL É A MELHOR PARTE DE SEREM GÊMEAS