O “gêmeo solitário”: uma pessoa que nasceu sozinha, mas foi concebida em uma gravidez gemelar
3 de junho de 2020
Minha querida,

Seja bem-vinda à maternidade gemelar. Ao mundo dos sentimentos dúbios.

Eu sei. Você se sente abençoada pelo privilégio de dois corações terem nascido de seu ventre. E grata por seus filhos terem saúde.

Mas não se culpe por querer mais. E por ‘mais’ me refiro a dormir mais de duas horas seguidas ou tomar uma única xícara de café quente por dia.

Acredite: nada é mais recompensador do que dois pares de olhos procurando encontrar os seus para se sentirem seguros. Mas a carga emocional que vem nesse pacote também.

E não confunda sua exaustão com ingratidão.

Você pode ser eternamente grata por seus filhos gêmeos e, ao mesmo tempo, sentir uma ponta de inveja daquela mãe que caminha sozinha no parque com seu bebê no sling.

Você pode amar seus filhos com toda força desse universo e se sentir impotente por sempre depender de outra pessoa para rotinas simples da maternidade.

Você pode se sentir divinamente abençoada e sentir vontade de gritar, de dizer que você não estava preparada para lidar com dois bebês às seis da tarde em cólicas.

Você pode se sentir completa e, ao mesmo tempo, como se faltasse uma parte de si.

Porque você terá que se dividir em mais de uma para dar conta de dois. E isso inclui a parte que estava separada para que você cuidasse de si mesma.

Mas trago boas notícias, minha amiga: com o tempo, você começa realmente a compreender os privilégios, as bênçãos. Agora com um pouco mais de clareza pelas horas de sono espichadas. Pelo resgate de si mesma.

Começa a reparar que a divisão passou a se multiplicar. Em risadas dobradas, em canções em duetos. A cada vez que você espia pelo canto da porta e observa diálogos inesperados. Ao perceber que aqueles dois pares de olhos agora também se confortam entre si.

Por isso, minha querida, mantenha-se firme. Respira.

O tempo é nosso aliado.

Autora: Camila Melo @camila.smelo
Colaboração: Vanessa Rocha @gemeosmetwo

Camila Melo é mãe do Vítor e da Helena, nascidos em 2016. É advogada e atualmente trabalha na Defensoria Pública. Escreve textos sobre maternidade em sua página do instagram @camila.smelo.

LEIA TAMBÉM :

O que é ser mãe de gêmeos

 

 

 

 

 

Vanessa Rocha
Vanessa Rocha
Vanessa Rocha é mãe da Isabela e do Gabriel de 6 anos. Na Me Two, é responsável pela geração de conteúdo. Sempre ligada no que tem de melhor quando o assunto são os gêmeos. Formada em Farmácia, com especialização na área de oncologia, saiu do hospital onde trabalhava para se dedicar à dupla. Aos poucos, retornou para a área e hoje atua eventualmente em algumas clínicas. Sempre criativa nas brincadeiras com seus filhos e segura quando o assunto é cuidar dos gêmeos, traz ideias e inspira muitas mães.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *