Não há dúvidas de que todo pai e toda mãe querem o melhor para seu filho – e com as famílias de gêmeos (e múltiplos!) esta preocupação chega em dobro!

É para falar de como as descobertas científicas podem ajudar no desenvolvimento saudável dos bebês que a próxima palestra da Escola de Pais, do Instituto Ling, tem curadoria da Me Two e foco no universo gemelar.

Especialista em neurodesenvolvimento infantil, a dra Fernanda Lucchese – fundadora do Baby Brain Institute, em Porto Alegre – irá compartilhar no dia 4 de setembro conhecimentos sobre “A contribuição da neurociência na criação dos gêmeos e múltiplos”.

Aqui, para os nossos leitores, a Me Two adianta alguns dos temas da palestra. O primeiro “spoiler” é que qualquer tipo de aprendizado incentiva o neurodesenvolvimento. Este termo se refere ao desenvolvimento de conexões cerebrais que vão influenciar habilidades como leitura, comunicação, socialização, memória, atenção e foco – essenciais para o futuro das nossas crianças, não é mesmo? Assim, a neurociência pode ser usada para orientar pais em como interagir com os filhos desde o nascimento para que cada criança cresça no seu maior potencial possível, prevenindo transtornos do aprendizado, de linguagem, e motores.

– Vamos mostrar a importância do desenvolvimento cerebral na primeiríssima infância, a potencialidade do cérebro nos primeiros 1000 dias, período da vida em que está mais capacitado para aprender. Trata-se de expor os bebês a informações, estímulos e rotinas que vão ser absorvidos – explica Fernanda.

Aliás, a palavra “rotina” é uma das principais quando se trata de desenvolvimento saudável de irmãos gêmeos, destaca a especialista. Isso porque um dos pilares da boa prática na primeira infância é a previsibilidade das ações na vida dos pequeninos.

É essencial ter consistência e criar rotinas diárias, como comer no mesmo horário, descansar sempre no mesmo local e outros hábitos. Aquela criança que toda vez vivencia rotinas diferentes passa muito mais tempo ansiosa e tentando entender o que está acontecendo ao seu redor. Com isso, passa menos tempo explorando o ambiente, brincando e aprendendo, que é o que deveria estar fazendo – antecipa a palestrante, mãe do pequeno Mateo, 3 anos, e à espera da baby Laura, com 17 semanas gestacionais.

Outros tópicos das pesquisas neurocientíficas também serão debatidos com o viés das particularidades dos gêmeos, como a pirâmide de desenvolvimento, as janelas de potencialidade do cérebro e os chamados “marcos de desenvolvimento”.

A dra Fernanda Lucchese irá ainda abordar o tema da comunicação e da linguagem entre irmãos gêmeos, que ocorre de forma distinta à dos bebês de gestação única. Também o aspecto da prematuridade, pelo fato de existir um alto risco de os bebês nascerem antes de 37 semanas, é abordado pelo viés da ciência com dados e fatos sobre o desenvolvimento intrauterino.

– Estes bebês vão precisar de mais estímulos e intervenções para chegarem aos marcos – explica Fernanda, que irá compartilhar várias ações e recursos para ajudar pais e mães de quem nasceu antes da hora.

SAIBA MAIS SOBRE A PALESTRA
“A contribuição da neurociência na criação de gêmeos e múltiplos”
Terça-feira, dia 4 de setembro, das 19h às 20h30min
Local: Instituto Ling (João Caetano, 400)
Valor: R$ 160
Apoio: Escola Despertar e Censi Empreendimentos
Curadoria: Me Two
Inscrições em institutoling.org.br

 

SOBRE A PALESTRANTE
Dra. Fernanda Lucchese é Ph.D. em psicologia clínica pela University of Massachusetts (Boston). É graduada em desenvolvimento infantil pela Duke University, com mestrado em biopsicologia pela NYU e especialização em desenvolvimento na primeiríssima infância no Brazelton Institute de Harvard e em centros de desenvolvimento da NYSPI/Columbia University e NYU. Participou de programas de treinamento clínicos em Neuropsicologia Pediátrica pelo Bradley Hospital (Brown University) e pelo Semel Institute de Neurociência na Universidade da Califórnia (Los Angeles). Concluiu sua residência em neurodesenvolvimento infantil no Mailman Center for Child Development do University of Miami /Jackson Memorial Hospital. Em Porto Alegre, fundou neste ano o Baby Brain Institute, instituto multidisciplinar que promove capacitação de famílias e educadores, atua na prevenção de sequelas em bebês com fatores de risco e realiza atendimentos a crianças que apresentam atrasos no desenvolvimento.

 

CLIQUE AQUI e faça sua inscrição!