Mãe de um casal de gêmeos e um bebê, Fernanda Rutzen compartilha 10 dicas preciosas para facilitar a viagem com crianças menores de quatro anos.

Fernanda e Paulo Rutzen são pais dos gêmeos de quatro anos, e, ainda, de uma menina de um ano. Viajantes incansáveis, eles não desanimaram com a chegada dos filhos. Já fizeram diversas viagens em família, tanto no Brasil quanto no exterior, e se tornaram especialistas no assunto – afinal, são três crianças com menos de quatro anos e muito planejamento para que tudo funcione!

Bruges, Bélgica.

Os passeios começaram quando os gêmeos tinham ainda quatro

meses, com uma viagem para o Rio de Janeiro. Desde então, já foram para os Estados Unidos, Caribe e Europa.

Abaixo algumas dicas preciosas da Fernanda para quem deseja encarar o desafio:

1- Fazer o roteiro da viagem permanecendo mais tempo em cada cidade. Minha dica é 12 dias de viagem, ficando no máximo em três cidades. As crianças demoram a se adaptar a novos ambientes, trocar muito pode ser estressante;

2 – Dar preferência a viagens longas de avião, voando a noite. A criança está acostumada a dormir neste horário, aumentando a chance de descansar por mais tempo;

3 – Levar, na bagagem de mão, duas trocas de roupas extra por criança e uma troca de roupa completa por adulto. Viajar com crianças pequenas sempre existe risco de algum acidente que suje as roupas;

4 – Levar, na bagagem de mão, remédios, termômetro e colher para alguma emergência no vôo;

5 – Durante toda a viagem, ter sempre na bolsa brinquedos e comidas favoritas das crianças para distrair durante espera e atrasos;

6 – Criar brincadeiras e desafios para os gêmeos. O longo caminho entre terminais pode virar uma aventura, com rotas a serem seguidas e objetos localizados;

7 – Pesquisar atividades para as crianças em cada cidade e criar um roteiro mesclando atividades específicas para crianças e outras que elas acompanham os adultos. (Uma dica é procurar por parques públicos e por kids indoor, tanto nos EUA como Europa tem boas opções);

8 – Hospedar-se em hotéis ou apartamento com cozinha e espaço kids;

9 – Levar um brinquedo favorito para a criança ter como referência em ambientes estranhos;

10 – Respeitar o tempo das crianças, cuidando dos horários de refeições e descanso. Quando estão cansadas ou com fome,  podem ficar mais irritadas. É importante fazer a viagem no ritmo deles. Minha dica é fazer dois programas diferentes por dia, no máximo três;

Fernanda e Paulo Rutzen com a família.

As dicas da Fernanda podem ser úteis para muitas famílias, mas certamente há diversas outras formas de viajar com bebês gêmeos. Tem mais dicas? Uma história legal (ou trágica) para contar?  Compartilhe com a gente! fale@metwo.com.br

Quer saber mais sobre viagens com gêmeos?

Clique aqui e saiba mais sobre Luciana Pacheco, mãe da Isabela e do Eduardo de quatro anos, que desde os 4 meses de vida dos gêmeos viajou com o marido e os gêmeos.