Luciana Pacheco é mãe de gêmeos e sempre adorou uma estrada. Aos quatro anos, seus filhos já são grandes parceiros de viagem – a dica é começar cedo e ter constância

Tatiana Lemos

 

Eduardo e Isabela estão com quatro e, apesar do pouco tempo de vida, já têm o passaporte carimbado e muitos quilômetros rodados. Desde os quatro meses de vida, os pais Luciana Pacheco e  Marcos Zselinszky, carregam os gêmeos para a praia, no litoral gaúcho, para acompanhar o surf do pai. Como o casal sempre viajou muito, colocar os filhos na estrada foi algo natural para eles.

“Eu sempre disse, quando eu tivesse os meus filhos, eu não queria ajuda, eu queria fazer sozinha”. E assim tem sido nas viagens: o casal se reveza nos cuidados e as crianças vão entrando no ritmo, se acostumando a comer e dormir da cadeirinha do carro.

Após algumas viagens mais curtas dentro do país e habituados em vôos mais curtos, os gêmeos já estavam preparados para encarar uma viagem mais longa. Com um ano e quatro meses, a família passou 16 dias Califórnia.

“Eu acredito que essa constância em viagem, desde pequeninos, é o que tornou eles nossos super parceiros”, revela.

Para Luciana, na mala não podem faltar uma farmacinha básica com remédios e o contato com o pediatra. “E o resto deixa fluir”, brinca. Ela também indica um seguro viagem para as crianças, sobretudo em viagens internacionais.

Planejamento e leveza

Luciana ficou afastada das atividades comerciais até os oito meses dos bebês, dando atenção total aos gêmeos. Como proprietária de uma franquia CVC, ela literalmente entregou o comando para sua gerente de loja e ficou com dedicação exclusiva aos bebês. Depois desse período ela voltou as atividades no período da tarde e compartilhava os cuidados dos bebês com sua mãe e uma babá. Até que com 1a8m quando eles ingressaram na escola, Luciana retomou suas atividades por completo. Hoje ela também atua como gestora Comercial e Marketing em frente a Premier do Brasil, empresa de outsourcing de impressão.

São três turnos em atividade, em casa e no escritório, muitas vezes sem a ajuda do marido, que costuma fazer viagens  frequentes a  trabalho. Ela confessa que muitas vezes acaba fugindo para a casa dos pais. Mas como boa virginiana, Luciana consegue organizar a rotina e ficar sozinha com os gêmeos durante a noite.

O planejamento também uma das ferramentas que garantem o sucesso das viagens com gêmeos. Ela acrescenta, ainda, leveza, paciência e muita conversa, na linguagem das crianças, explicando tudo sobre a rotina e as viagens.

E viagem não é só lazer. Segundo Luciana, as crianças crescem muito e voltam mais maduras de cada aventura. A família toda se diverte e, de quebra, os pais também aprendem com as experiências. “A gente acaba crescendo junto com eles”, revela. “Não só como mãe e mulher, mas como profissional também. A gente leva para a vida”.

Conheça Luciana no vídeo abaixo e se inspire para a próxima viagem com seus gêmeos!

Já assistiu ao vídeo da mãe de trigêmeos aos 40 anos? Clique aqui e inspire-se com Cris Ryff.