O bebê que nasce com menos de 37 semanas de gestação (36 semanas e 6 dias) é considerado prematuro, ou pré-termo.

É muito comum bebês gêmeos nascerem pré-termo. Segundo o site prematuridade.com cerca de 30% das mulheres grávida de gêmeos entram em trabalho de parto prematuro. É por isso que a Me Two foi novamente ao encontro do Dr. Wagner Hernandez, médico referência em gestação gemelar, para saber mais sobre  a prematuridade em gravidez de gêmeos.

Dr. Wagner Hernandez, medico especialista em atendimento especializado às gestações múltiplas

Segundo  o obstetra, é difícil explicar os componentes que influenciam e são influenciados por este complexo processo que é o nascimento prematuro de bebês, principalmente na gestação de gemelares.  Na verdade, uma das principais questões, em seu entendimento, é a distensão do útero relacionada a quantidade de bebês que estão sendo gestados. Para ele: ” Provavelmente é uma questão de continente e conteúdo”. Na medida em que os bebês crescem e se desenvolvem o útero tende a contrair, como explica: ” O útero é um elástico. Quando você estica demais, ele tende a contrair”

Contudo, outros fatores também influenciam na prematuridade em gêmeos. Ou seja, o risco da prematuridade  é multifatorial:

  • Risco maio de rompimento da bolsa;
  • Aumento da Pressão Arterial;
  • Complicações específicas da gemelaridade;

 

A Me Two foi ao encontro do Dr. Wagner Hernandez, que explica mais sobre o assunto:

 

 

Quer saber mais sobre gestação gemelar? Assista ao vídeo do Dr. Gustavo Steibel sobre as diferenças de Univitelinos e Bivitelinos. Clique aqui.