DR. WAGNER RODRIGUES HERNANDEZ, GINECOLOGISTA E OBSTETRA, REFERÊNCIA EM GESTAÇÃO GEMELAR, EXPLICA AS CONDIÇÕES IDEAIS PARA REALIZAR O PARTO NORMAL.

Tatiana Lemos

É comum pensar que grávidas de gêmeos terão mais dificuldade para ter um parto normal, pois terão que fazer mais força e dar à luz duas vezes (ou mais). Não é necessariamente assim.  Assista ao vídeo da série ” Conversa com Especialistas” onde  o  Dr. Wagner Rodrigues Hernandez  explica as condições ideais para uma gestante gemelar ter parto normal:

Conforme Dr. Wagner, algumas exigências são necessárias para que o parto normal ocorra numa gestação gemelar:

 

  • É preciso que o parto normal seja uma vontade da futura mãe de gêmeos, em primeiro lugar.O ginecologista e obstetra, Dr. Hernandez, acredita que deve ser respeitada a autonomia da mulher em relação ao tipo de parto. Além disso, é claro, realizar uma boa avaliação das condições de saúde da paciente e dos bebês durante o pré-natal. “O outro lado é que a gente precisa ter, também, um obstetra que tenha condições de fazer o parto normal. Hoje, às vezes, muitos colegas não têm essa experiência, e não vejo problema nisso, mas tem que ficar muito claro para a paciente”, explica.

 

  • Para que o parto normal gemelar seja possível, é fundamental ter o primeiro bebê com a cabeça voltada para baixo, ou seja, na posição cefálica. É importante, também, que o segundo bebê não seja muito maior do que o primeiro, independente da posição em que esteja.

 

  • Ainda segundo o Dr. Wagner, o parto normal de gêmeos exige um hospital de referência, com o acompanhamento de dois neonatologistas. A paciente deve estar anestesiada, de preferência, o que facilita o emprego de manobras, se necessário, ou a realização de uma cesariana.

 

Dr. Wagner Rodrigues Hernandez, ginecologista e obstetra, referência em gestação gemelar.

Caso o primeiro filho venha a nascer de parto normal, não é comum que o segundo passe por uma cesariana. Estatísticas globais mostram que isso ocorre em cerca de 4% dos casos apenas. Selecionar bem a paciente e indicar o parto corretamente é, conforme o especialista, fundamental para o êxito do parto normal gemelar.

 

 

Assista também vídeo onde o obstetra, Dr. Gustavo Steibel, explica a diferença dos gêmeos univitelinos e bivitenilos: clique aqui.