WORKSHOP PROMOVIDO PELA ME TWO, COM MARIANA LACERDA, REÚNE MÃES E PAIS PARA DISCUTIR A EDUCAÇÃO PELOS PRINCÍPIOS DA DISCIPLINA POSITIVA

TATIANA LEMOS

Educar os filhos sem perder-se nos extremos do autoritarismo ou da permissividade é um desafio e uma grande preocupação dos pais e mães atualmente. Com medo de perder o controle ou de repetir os padrões do passado, considerados ultrapassados, muitos educadores se sentem perdidos na busca por uma terceira via. Porém, ainda que não existam respostas prontas e fórmulas mágicas, há caminhos que buscam combinar firmeza e gentileza, no sentido de fomentar a autoconfiança e a cooperação da criança.

Este é um dos princípios da Disciplina Positiva, abordagem educacional criada pela americana Jane Nelsen, doutora em educação, nos anos 1950. Para falar sobre este assunto, a Me Two promoveu em Porto Alegre um workshop, na última segunda-feira (23), com a especialista em primeira infância Mariana Lacerda, educadora parental em Disciplina Positiva certificada pela Positive Discipline Association.

Raquel Jaskulski , Luciana Cattony, Vanessa Rocha, Co-idealizadora da Me Two, Mariana Lacerda, Elisa Scheibe Marty, Co-idealizadora da Me Two e Carolina Meyrer .

O evento contou com a presença de 60 pessoas, entre pais e mães. A grande maioria pais de gêmeos ou múltiplos. Entre as presenças estavam Patrícia Domingues, mãe de quadrigêmeos, Luciana Cattony, do projeto Real Maternidade e Raquel Jaskulski, do projeto Mamãe Cria e Brinca e Carolina Meyer do Instagram @fredeostrigemeos.

Mariana Lacerda é Terapeuta Ocupacional, doutoranda em saúde da criança e possui especialização em cuidado materno-infantil, e seu trabalho é no sentido de ajudar pais e educadores a reverem seus conceitos sobre educação, substituindo punições e imposições por ferramentas mais colaborativas, respeitando a individualidade da criança. A gente deve encorajar a criança e levá-la para a cooperação, para a resolução de problemas, para que ela possa desenvolver habilidades de vida e sociais. Competências para ela mesma e para o mundo, de forma que ela se sinta aceita, amada e importante, diz a especialista.

Mães de gêmeos de Porto Alegre que fazem parte da confraria das mães de gêmeos marcaram presença.

Pais de gêmeos têm ainda mais razões para apostar nessa abordagem.A Disciplina Positiva tem como base a psicologia individual, que foi criada por Rudolf Dreikurs e Alfred Adler, dois psiquiatras infantis austríacos. Quando a Disciplina Positiva fala: dá escolhas para o seu filho, ela está respeitando a individualidade dele. Quando pergunta: como você quer resolver este problema?, já está olhando também para a individualidade. Então, esse processo de dar espaço para a criança se torna ainda mais importante com filhos gemelares, explica a especialista.

 

Ferramentas da Disciplina Positiva

Substituir hábitos e padrões é um exercício diário e precisa ser feito dentro dos limites de cada família. A primeira mudança deve ser no olhar sobre os conflitos. Segundo Mariana, não se trata de eliminar os desafios, comuns a todas as relações entre pais e filhos, e sim, olhar para eles e aprender formas de lidar. Para isso, Mariana sugere algumas ferramentas:

  •  Escolhas limitadas: dar às crianças alternativas para que elas façam o que precisa ser feito, porém, sem imposições repetitivas. “Você quer tomar banho agora ou prefere comer primeiro?”, por exemplo.
  • Pergunta Curiosa: sugerir questões que possam incluir as crianças nas decisões. Em vez de dizer “vai guardar seu brinquedo”, pode-se perguntar “o que nós combinamos ontem sobre os brinquedos?”.
  • Reuniões de Família: momentos semanais onde a família toma as decisões juntas, com a participação de todos. Começando sempre com o reconhecimento positivo de cada um dos membros da família e finalizando com uma atividade divertida em conjunto. Atenção: este momento nada tem a ver com discussão da relação e julgamento.
  • Soluções compartilhadas: estimular a criança a cooperar e achar soluções para os problemas e as dificuldades do dia a dia, de modo que elas possam se sentir responsáveis pelas próprias ações e estimuladas a pensar.

Com essas ferramentas, entre outras, as respostas das crianças vão mudando, afirma Mariana. E os pais também sentem os benefícios. O maior presente que a Disciplina Positiva pode dar aos pais é uma relação profunda com seus filhos. Não apenas aquela relação onde um responde às expectativas do outro e pronto. É uma relação na qual, de verdade, você se conecta com seu filho e sente que ele está junto nessa troca, com empatia e olhar amoroso”.

E para deixar o evento mais especial ainda, a Me Two trouxe a Luciane Xerxenevsky, facilitadora visual, da Via Mosaico. O resultado ficou incrível:

 

Este foi o primeiro evento físico promovido pela Me Two trazendo conteúdo específico para famílias com gêmeos e múltiplos. Para o segundo semestre de 2018 estamos preparando outros três encontros com temáticas também relacionadas ao tema da gemelaridade. Aguarde informações!

 

Fotografia: @melisabozfotografia