GRÁVIDA DE GÊMEOS SENTE TUDO EM DOBRO?

O Dr. Gustavo Steibel, especialista em medicina fetal, explica por que isso ocorre.

Tatiana Lemos

Tarefas em dobro, banhos em dobro, mamadeiras e fraldas em dobro e, certamente, dedicação redobrada. Mães de gêmeos costumam brincar que “um mais um não são dois”, porque, em vários momentos, os filhotes parecem dar muito mais trabalho do que duas crianças. E essa conta de multiplicar já começa na gestação. Logo a mulher percebe que uma gravidez gemelar pode trazer muitas emoções e, também, diversos incômodos. Quem está nesta fase parece sentir mais cansaço e fome em relação a quem passa por uma gestação única. Será que os enjoos também vêm em dobro? Como fica a mãe neste turbilhão de emoções?

O Dr. Gustavo Steibel, especialista em medicina fetal, confirma o que muitas gestantes já sentiram na pele. Uma grávida de gêmeos tende a sentir mais os incômodos da gestação devido à maior produção de hormônios, como o Beta hCG (a gonadotrofina coriônica humana é um hormônio produzido pela placenta após a implantação do ovo no útero). “A maioria dos incômodos da gestação, como náusea e tontura, são reflexos de produtos que a placenta produz, como o hormônio Beta hCG. Como ela tem duas placentas, ela tem dobro de produção de hormônios. Então, normalmente, ela vai sentir mais enjoo, mais fome e cansaço”, explica. No entanto, ele garante que não é necessário comer dobrado. O importante é ter uma alimentação adequada do ponto de vista da nutrição da mãe e dos fetos. Comer a mais, neste caso, não significa comer em dobro.

Confira no vídeo o bate papo com o Dr. Gustavo Steibel.

Assista também a nutricionista Julia Melnick falando sobre gestação gemelar e nutrição.

Tem dúvidas sobre gestação e temas relacionados ao universo de gêmeos e múltiplos? Envie para fale@metwo.com.br

Foto de capa: Fernanda Alves @fealvessfotografia